• Thâmillys

Cinco passos para criar uma sala de aula STEAM – Parte II

Atualizado: 9 de Set de 2019



É comum se perguntar como criar uma sala de aula STEAM (Se você ainda não sabe o que é o movimento STEAM clique aqui para entender melhor). Afinal, aplicar princípios do STEAM não é apenas inserir impressoras 3D ou laboratórios. É uma conexão entre os padrões STEM e Arts naturalmente alinhados.


É importante ressaltar que a chave para implantação de uma educação inovadora é o desenvolvimento de um ambiente que permita a participação de todos os envolvidos, para que conheçam e contribuam, dando-lhes o sentindo de pertencimento e autoria no processo educacional.


Essa mudança deve partir de todos os atores, possibilitando o alcance de aprendizagem significativa e envolvente. O STEAM pode ser um caminho para essa inovação. Esse movimento incentiva a descoberta e pode ser incluindo em uma sala de aula em cinco passos (não se resumem a estes) principais:



1. Investigar

Nesta etapa, estamos selecionando uma pergunta essencial para responder ou um problema a ser resolvido. É importante ter um foco claro em como essa questão ou problema se relaciona com as áreas de conteúdo steam que você escolheu.


2. Descobrir

Durante a fase de descoberta, você está procurando os elementos que estão contribuindo para o problema ou a pergunta. Quando você está observando as correlações com outras áreas ou por que o problema existe, você começa a descobrir muitas informações básicas, habilidades ou processos que os alunos já têm para abordar a questão.


3. Conectar

A fase de conexão é toda sobre unir a pesquisa ativa e o ensino intencional. Nesta etapa, os alunos estão pesquisando as soluções atuais, bem como estão trabalhando com base nas soluções já existentes. Como professor, você pode usar esse estágio para analisar as lacunas que seus alunos podem ter em uma habilidade ou processo e ensinar essas habilidades ou processos explicitamente.


4. Criar

É aqui que a diversão acontece! Depois que os alunos mergulharem profundamente em um problema ou questão e tiverem analisado as soluções atuais, bem como o que ainda precisa ser abordado, eles podem começar a criar sua própria solução ou composição para o problema. É aqui que eles usam as habilidades, processos e conhecimentos que foram ensinados no estágio de descoberta e os colocam em funcionamento.


5. Refletir

Depois que os alunos tiverem criado sua solução ou composição, é hora de compartilhá-la. É importante que o trabalho seja apresentado para feedback e como forma de expressão com base na própria perspectiva do aluno em torno da questão ou problema em questão. Esta é também uma oportunidade importante para facilitar o feedback e ajudar os alunos a aprender como dar e receber informações .Este passo é o que fecha o ciclo. Os alunos têm a chance de refletir sobre o feedback que foi compartilhado e sobre seus próprios processos e habilidades. Com base nessa reflexão, os alunos podem revisar seu trabalho conforme necessário e produzir uma solução ainda melhor.

Siga-nos nas redes sociais:

  • Facebook
  • Instagram
  • Twitter
  • YouTube

© 2019 by Mundo4D

Entre em contato com o Mundo4D!

contato@mundo4d.com.br